RSS

Arquivo mensal: junho 2009

PSICOPATAS !

PsicopatasLi o livro da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa e Silva ” Mentes Perigosas : o psicopata mora ao lado “(foto) , muito bom mas confesso que fiquei assustado com as revelações da especialista, pois pensei que nesse meus 50 anos de vida soubesse definir o que era um psicopata, imaginava que eram pessoas violentas que cometiam atrocidades, crimes bárbaros, em parte até sabia, mas não o suficiente para poder imaginar que ” eles ” podem estar ao nosso lado, no dia a dia e que, nem sempre apresentam esses sintomas tão agressivos e violentos. Por não agirem dessa maneira o tempo todo fica muito difícil notar algo de anormal, só percebemos quando o mal já foi cometido. Não vou comentar sobre os aspectos técnicos nem científicos do livro, não sou habilitado para isso. Definir um psicopata não deve ser muito fácil, pois raramente os sintomas aparecem claramente, a verdade é que todos nós temos um pouco de maldade dentro de nós, alguns mais outros menos o difícil é admitir isso. Segundo a Dra. Ana o psicopata não é um doente mental que é psicótico, que tem dilírios e alucinações é maluco de verdade, aquele que não sabe o que faz, ao contrário do psicopata que sabe o que faz, a quem faz e porque está fazendo, o problema é que ele age com a razão sem emoção então não se identifica com suas vítimas e nem tem a capacidade se por no lugar deles. Só para ajudar a entender como funciona a mente de um psicopata, quando foram submetidos a teste em laboratório no qual apareciam imagens boas como a natureza, cenas de pessoas felizes e ruins como cenas de violência, mortes, sangue, crianças sendo agredidas e maltratadas, as pessoas normais reagiam de acordo com a cena, já os psicopatas reagiam da mesma forma, ou melhor não apresentavam nenhuma reação, tanto faz uma cena boa como uma ruim eles reagem da mesma forma, pelo fato de não apresentarem sintomas fisiológicos como : aumento do batimento cardíaco, sudorese, para eles é muito fácil enganar as pessoas. Aonde menos se espera podemos encontrar um psicopata, segundo estatística americana os homens são a maioria e existem 4% de psicopatas no mundo entre homens e mulheres. Um fato curioso neles é que não nutrem nenhum tipo de sentimentos pelas pessoas, são sempre frios e calculistas, planejam e executam seus crimes ou delitos sem esboçar arrependimentos nunca sentem pena, compaixão ou remorso pelo que fazem. Nem sempre os psicopatas são assassinos eles podem agir de diversas formas por exemplo desprezando um ente querido, destruindo vidas afetivas, e causando diversos transtornos e prejuízos emocionais e financeiros as suas vítimas sem no entanto matá-las. A maior dificuldade que temos de identificar um psicopata é quando temos algum tipo de ligação afetiva com ele, mas em comum eles são falantes, mentirosos, bajuladores, despudorados, arrogantes mas também cultivam um lado de encantamento e sedução. Para evitar ser vítima desse doentes devemos mudar a nossa postura de bonzinho, que entende todo mundo, que a pessoa não fez por mal, e pensar de forma que lhe permita distiguir entre o bem e o mal.
Achei muito interessante o livro da Dra. Ana, inclusive ela relata alguns casos conhecidos como o da atriz Daniela Perez , vale a pena. Mesmo porque é sempre bom aprender alguma coisa nova, e nesse caso específico é de grande utilidade, quem sabe voce não está entre um psicopata e nem desconfie disso. Fique ligado !!!

 

 

 

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Vivendo e Aprendendo

 

MANIFESTO GREENPEACE.

e_possivel_salvar_o_planeta_terraIndiscutivelmente o Greenpeace está sempre atuando em desfesa do nosso planeta, para muitos existe até um certo exegero da parte deles, mas o fato é que se o mundo todo pensasse dessa forma a situação seria bem pior. Estou fazendo a minha parte, mudei radicalmente meus hábitos e costumes em relação ao meio ambiente a muito tempo. E sou filiado ao Greepeace penso que agindo assim estou ajudando ainda mais o nosso planeta. Abaixo mais um manifesto que assinei e peço a todos que entre no site do Greepeace e façam o mesmo. Vai acontecer em dezembro, na Dinamarca um encontro onde representantes de vários países vão tratar do clima do planeta. Tanto o governo brasileiro, e os demais governantes mundiais tem a obrigação de preservar o meio ambiente. E um dos fatores mais preocupantes sem dúvida são as mudanças climáticas. Participe voce também :

Envie a mensagem abaixo ao presidente Lula. O Brasil pode – e deve – assumir a liderança na construção de um novo modelo de desenvolvimento.

Exmo. Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República

Venho, por meio desta, exigir que o governo brasileiro assuma a liderança nas negociações da 15ª Conferência das Partes da ONU, em Copenhagen, na Dinamarca e se comprometa a:

– Zerar o desmatamento da Amazônia até 2015 e apoiar a criação de fundo financeiro internacional para apoiar este objetivo (mecanismo Florestas pelo Clima);

– Garantir que pelo menos 25% da eletricidade sejam gerados a partir de fontes renováveis de energia como vento, sol, biomassa e pequenas centrais hidrelétricas até 2020 e apoiar a transferência de tecnologia entre os países;

– Transformar pelo menos 30% do território costeiro-marinho do Brasil em áreas protegidas até 2020;

Senhor presidente, independente do histórico do Brasil como emissor de gases estufa, o país deve assumir sua responsabilidade. Podemos continuar nos desenvolvendo e gerar emprego e renda sem contribuir para o aquecimento global, o maior desafio já enfrentado pela humanidade.

Salvar o planeta – é agora ou agora.

 
1 comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Terra Viva.

 

SEM QUE NINGUÉM PERCEBA.

2criançasO Poder do Marketing

Duas criancinhas de oito anos conversam no quarto: O menino perguntou para a menina:
– O que você vai pedir no DIA DAS CRIANÇAS?
– Eu vou pedir uma Barbie, e você?
– Eu vou pedir um O.B.! -responde o menino.
– O.B.?! O que é isso ?!
– Nem imagino … mas na televisão dizem que com O.B., agente pode ir à praia todos os dias, andar de bicicleta, andar a cavalo, dançar, ir ao clube, correr, fazer um montão de coisas legais, e o melhor… SEM QUE NINGUÉM PERCEBA.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Hora de Rir !

 

REPASSANDO !!!

Crise IIRecebí um e-mail de um amigo com a mensagem abaixo pedindo que eu divulgasse e repassasse para meus amigos. É o que faço agora , espero que todos façam o mesmo. 

CARTA ABERTA AO BRADESCO

Com cópia para o Itaú, Citibank, Unibanco, etc, etc, etc….)

Senhores Diretores do Bradesco,

Gostaria de saber se os senhores aceitariam pagar uma taxa, uma pequena taxa mensal, pela existência da padaria na esquina de sua rua, ou pela existência do posto de gasolina ou da farmácia ou da feira, ou de qualquer outro desses serviços indispensáveis ao nosso dia-a-dia. Funcionaria assim: todos os meses os senhores e todos os usuários, pagariam uma pequena taxa para a manutenção dos serviços (padaria, feira, mecânico, costureira, farmácia etc).. Uma taxa que não garantiria nenhum direito extraordinário ao pagante. Existente apenas para enriquecer os proprietários sob a alegação de que serviria para manter um serviço de alta qualidade. Por qualquer produto adquirido (um pãozinho, um remédio, uns litros de combustível etc) o usuário pagaria os preços de mercado ou, dependendo do produto, até um pouquinho acima. Que tal? Pois, ontem saí de seu Banco com a certeza que os senhores concordariam com tais taxas. Por uma questão de equidade e de honestidade. Minha certeza deriva de um raciocínio simples. Vamos imaginar a seguinte cena: eu vou à padaria para comprar um pãozinho. O padeiro me atende muito gentilmente. Vende o pãozinho. Cobra o embrulhar do pão, assim como, todo e qualquer serviço. Além disso, me impõe taxas. Uma ‘taxa de acesso ao pãozinho’, outra ‘taxa por guardar pão quentinho’ e ainda uma ‘taxa de abertura da padaria’. Tudo com muita cordialidade e muito profissionalismo, claro. Fazendo uma comparação que talvez os padeiros não concordem, foi o que ocorreu comigo em seu Banco. Financiei um carro. Ou seja, comprei um produto de seu negócio. Os senhores me cobraram o preço de mercado. Assim como o padeiro me cobra o preço de mercado pelo pãozinho. Entretanto, diferentemente do padeiro, os senhores não se satisfazem me cobrando apenas pelo produto que adquiri. Para ter acesso ao produto de seu negócio, os senhores me cobraram uma ‘taxa de abertura de crédito’ – equivalente àquela hipotética ‘taxa de acesso ao pãozinho’, que os senhores certamente achariam um absurdo e se negariam a pagar. Não satisfeitos, para ter acesso ao pãozinho, digo, ao financiamento, fui obrigado a abrir uma conta corrente em seu Banco. Para que isso fosse possível, os senhores me cobraram uma ‘taxa de abertura de conta’. Como só é possível fazer negócios com os senhores depois de abrir uma conta, essa ‘taxa de abertura de conta’ se assemelharia a uma ‘taxa de abertura da padaria’, pois, só é possível fazer negócios com o padeiro depois de abrir a padaria. Antigamente, os empréstimos bancários eram popularmente conhecidos como papagaios’.
Para liberar o ‘papagaio’, alguns Gerentes inescrupulosos cobravam um ‘por fora’, que era devidamente embolsado. Fiquei com a impressão que o Banco resolveu se antecipar aos gerentes inescrupulosos. Agora ao invés de um ‘por fora’ temos muitos ‘por dentro’. – Tirei um extrato de minha conta – um único extrato no mês – os senhores me cobraram uma taxa de R$ 5,00.
– Olhando o extrato, descobri uma outra taxa de R$ 7,90 ‘para a manutenção da conta’ semelhante àquela ‘taxa pela existência da padaria na esquina da rua’ – A surpresa não acabou: descobri outra taxa de R$ 22,00 a cada trimestre – uma taxa para manter um limite especial que não me dá nenhum direito. Se eu utilizar o limite especial vou pagar os juros (preços) mais altos do mundo. – Semelhante àquela ‘taxa por guardar o pão quentinho’. – Mas, os senhores são insaciáveis. A gentil funcionária que me atendeu, me entregou um caderninho onde sou informado que me cobrarão taxas por toda e qualquer movimentação que eu fizer. Cordialmente, retribuindo tanta gentileza, gostaria de alertar que os senhores esqueceram de me cobrar o ar que respirei enquanto estive nas instalações de seu Banco. Por favor, me esclareçam uma dúvida: até agora não sei se comprei um financiamento ou se vendi a alma? Depois que eu pagar as taxas correspondentes, talvez os senhores me respondam informando, muito cordial e profissionalmente, que um serviço bancário é muito diferente de uma padaria. Que sua responsabilidade é muito grande, que existem inúmeras exigência governamentais, que os riscos do negócio são muito elevados etc e tal. E, ademais, tudo o que estão cobrando está devidamente coberto por lei, regulamentado e autorizado pelo Banco Central. Sei disso. Como sei, também, que existem seguros e garantias legais que protegem seu negócio de todo e qualquer risco. Presumo que os riscos de uma padaria, que não conta com o poder de influência dos senhores, talvez sejam muito mais elevados.. Sei que são legais.. Mas, também sei que são imorais. Por mais que estejam garantidas em lei, voces concordam o quanto são abusivas.!?!

ENTÃO ENVIEM A QUANTOS CONTATOS PUDEREM. VAMOS VER SE MEXE COM A CABEÇA DE QUEM FEZ ESSAS LEIS PARA PENSAREM O QUANTO ESTÃO ERRADOS!!!     Já fiz minha parte repassando p/vocês.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Protestando !!!

 

FAÇA SUA PARTE BAHIA !

facasuaparteO FAÇA SUA PARTE LÁ EM SALVADOR ESTÁ A TODO VAPOR . 

Faça sua Parte Bahia já realizou vários encontros, comprovando mais uma vez o sucesso total. Uma prova de que, quem quer pode e faz.

Parabéns a todos aí de Salvador que estão fazendo parte e ajudando esse trabalho. Aproveito também para agradeçer e parabenizar um dos colaboradores o David que mesmo distante, (ele mora nos EUA)  lá no EUA não ficou parado fez a parte dele, colaborou fazendo uma doação para o grupo. Com esse ato ele ajudou a garantir  os subsídios necessários para a realização de mais um encontro. Aqui em Ribeirão ainda não conseguimos iniciar mas tenho certeza que em breve estaremos todos trabalhando. 

Acorda Ribeirão !!!

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Geral

 

PIZZA !!!

foto_pizza2PIZZA NÃO É BICHO PAPÃO !!!

Alguns dicas podem ajuda você a comer uma pizza sem medo de engordar.

Devemos tomar alguns cuidados para que esse alimento não seja muito calórico. Prefira sempre as massas finas e sem borda. Evite os recheios gordurosos como bacon, calabreza, queijos amarelos. Não abuse do azeite de oliva, embora seja saudável em grandes quantidades fornece grandes calorias. Nada de rodízios,coma sempre um único tipo de pizza e em pequenas quantidades. Outro tipo de pizza que deve ser abolido são as doces, pois além das calorias da massa você ainda vai ingerir muito açucar que só vai te fazer mal. O ideal mesmo é pedir as pizza mais simples, e não fazer isso um hábito, coma apenas de vez em quando. Depois não vá dizer que a culpa é da azeitona.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Comer Bem.

 

SUFLÊ DE CHUCHU !

chuchuDizem que fidelidade é igual a chuchu. Não tem gosto de nada. Mas não é bem assim, pois sou fiel e adoro chuchu. Então preparei a receita abaixo que divido com vocês. Espero que gostem e pensem nisso, seja fiel !

SUFLÊ DE CHUCHU !

INGREDIENTES :

4 chuchus médios
2 colheres ( sopa ) de manteiga
2 colheres ( sopa ) rasas de farinha de trigo
1 e 1/2 xícara ( chá ) de leite
1 colher ( chá ) de sal
2 colheres ( sopa ) rasas de queijo ralado
2 gemas
3 claras em neve

MODO DE FAZER :

Descasque e cozinhe os chuchus em água com um pouco de sal. Depois de cozidos, amasse-os com um garfo ou passe pelo espremedor de batatas. Deixe o chuchu numa peneira durante alguns minutos para escorrer um pouco da água. Enquanto isso faça o molho bechamel. Derreta a manteiga, acrescente a farinha de trigo e, quando ela começar a ficar dourada, coloque o leite sem parar de mexer ate engrossar. Deixe esfriar. Depois de frio junte as gemas, o queijo ralado e o chuchu. No final acrescente delicadamente as claras em neve. Leve ao forno preaquecido por 30 minutos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30/06/2009 em Receitas.

 
 
%d blogueiros gostam disto: