RSS

Arquivo diário: 04/09/2009

H1N1 X Anis Estrelado .

anis estreladoO texto abaixo não é meu, recebí por e-mail enviado por um amigo o Ezequias lá de Salvador, o texto trata de um assunto muito sério que é : a gripe suína. Penso que, quanto mais informado as pessoas ficarem sobre o assunto, melhores serão as condições de combater e prevenir a doença. Por isso estou divulgando aqui no blog desejo que meus leitores tenham conhecimento de mais uma dica sobre a gripe que vem causando muito transtorno e preocupação em todos nós. Na certeza que se trata de uma informação importante, e será útil a todos publico e agradeço ao amigo Ezequias. Abaixo o e-mail na íntegra.

O anis estrelado(foto), amplamente cultivado na China, é o extrato-base (75%), da produção do comprimido Tamiflu, da Roche (empresa do antigo Secretário de Defesa dos EUA Donald Runsfield). Mas, como é um pouco difícil encontrar o anis estrelado aqui no Brasil, podemos usar o nosso anis mesmo – A ERVA-DOCE – pois esta erva possui as mesmas substâncias, ou seja, o mesmo princípio ativo do anis estrelado, e age como anti-inflamatória, sedativa da tosse, expectorante, digestiva, contra asma, diarréia, gases, cólicas, cãibras, náuseas, doenças da bexiga, gastrointestinais, etc…
Seu efeito é rápido no organismo e baixa um pouco a pressão, devendo ser feito o chá c/apenas uma colher de café das sementes para cada 200ml de água, administrado uma a duas vzs dia, de preferência após uma refeição em q se tenha ingerido sal. Se vc está lendo, ajude a divulgar o uso da erva-doce como preventivo do H1N1, ou mesmo como remédio a ser tomado imediatamente após os 1ºs sintomas de gripe, pois seu princípio ativo poderá bloquear a reprodução do vírus e mesmo evitar seu maior contágio.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 04/09/2009 em Vivendo e Aprendendo

 

Desmatamento na Amazônia !

amazonia_reduzidaContinuam desmatando a Amazônia segundo o relatório do Deter – Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real divulgado pelo Inpe -Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, foram desmatado 197 km² de florestas em apenas três meses entre os meses de fevereiro e abril. Os dados divulgados não são precisos por causa das intensas chuvas na região que prejudicou a análise do da devastação, segundo o Inpe : “O baixo índice de áreas de alerta detectadas deve-se à pouca oportunidade de observação devido à presença de uma extensa cobertura de nuvens sobre a região durante o trimestre, chegando a cobrir mais 88% da região no mês de março”. O estado que mais contribuiu para o desmatamento foi Mato Grosso, seguido do Pará. Também houve uma queda em relação ao mesmo perído do ano passado onde foram desmatados 1.992 km² de florestas. No entanto essa redução não significa muito uma vez o processo de destruição não foi contido. Temos que acabar com o desmatamento e fazer urgente o reflorestamento da Amazônia. Salvar a Amazônia é agora ou agora não podemos mais deixar para depois. Pensem Nisso !!!

 
1 comentário

Publicado por em 04/09/2009 em Terra Viva.

 
 
%d blogueiros gostam disto: