RSS

Arquivo diário: 07/05/2010

Você é frígida?

Nem tudo que as mulheres dizem sobre sexo é verdade. Voce sabe diferenciar o que faz sentido sobre sexo? O melhor mesmo é deixar de lado os medos e os tabus e viver em paz com a sua sexualidade. A vida, a televisão e suas próprias amigas tentam sempre passar ou adotar um padrão de sexualidade para a mulher, isso contribui para deixar você mais confusa e até mesmo com algum tipo de complexo. A situação piora e muito quando o seu relacionamento não está nada bom. A sua auto-estima vai lá pra baixo e você imagina que está cheia de problemas. Antigamente dizia-se que uma mulher era frígida quando ela não tinha orgasmo. Hoje em dia esse termo frigidez está associado a toda e qualquer insatisfação sexual ou seja : falta de tesão, de desejo e é claro de orgasmo. A mulher quando admite ou aceita que é frígida ela está negando a sua sexualidade pois demonstra falta de interesse e de capacidade para a busca do prazer sexual. Como fazer para sair dessa situação sem negar o sexo, penso que as mulheres deviam valorizar outras formas de se obter prazer como exemplo posso citar o erotismo. Não existe uma única causa para que uma mulher se torne frígida, são várias. A família, a sociedade ( machista ), a cultura, a igreja e a falta de erotismo para mim são as mais evidentes. Para muitas mulheres ficou marcado em suas vidas que numa relação sexual, quem deve tomar a iniciativa é sempre o homem, para mim isso é um grande erro. Sexo é troca de prazer, então, tanto o homem como a mulher devem ter uma postura ativa dentro de uma relação sexual. Para outras mulheres o sexo é pecado, muitas nem sabe se é por causa da igreja, da sociedade ou da família. É na família que muitas vezes esse problema começa a aparecer, a falta de afeto, o excesso de pudor e vergonha, a falta de dialógo entre mãe e filha contribui muito para que a mulher perceba erradamente que o sexo não é coisa boa. Mas tudo isso pode ser resolvido quando existe o desejo e a vontade de ter prazer. Para isso a mulher precisa se (re)descobrir ou seja se entregar, conhecer seu próprio corpo e o que lhe dá prazer, para poder aprender a gozar. Nem as mulheres que sofrem de alguma doença crônica como hipertensão, diabetes, obesidade e até mesmo a depressão ficam impossibilitadas de ter prazer. Penso realmente que existam situaçãoes mais graves que contribuem para uma frigidez como exemplo posso citar uma situação de abuso sexual como o estrupo. Mas com um acompanhamento de um médico especializado e apoio de seu companheiro, até esse trauma pode ser superado. Acredito que as maiores causas que fazem com que as mulheres sejam frígidas sejam emocionais e muito fáceis de serem superadas. Para isso é preciso ter vontade de se entregar. Vontade de viver, de ser feliz, de ter e dar prazer, de gozar, de ter orgasmos. Sexo não se resume apenas em pênis e vagina. É preciso carícias, toques, beijos e amassos. Não existe nenhuma fórmula mágica ou milagrosa que faça você ter mais desejo ou prazer. O sexo começa na nossa cabeça. Relaxe, deixe as cobranças de lado, não fique pensando na hora que você está fazendo sexo que tem que conseguir, que tem que chegar lá. Isso não vai ajudar em nada, pelo contrário vai atrapalhar mais ainda. Deixe a vergonha de lado, deixe as coisas acontecerem naturalmente, seja um tanto como os animais que tem fome, e sentem desejo. Mostre ao seu parceiro onde gosta de ser tocada, o que te dá prazer. Tudo na vida é uma questão de aprendizado, treino, prática. Então vença seus medos, deixe os tabus de lado, esqueça as cobranças e converse com seu parceiro, fale sobre seus desejos e fantasias. Vá a luta e depois, me responde se você é frígida?

 
Deixe um comentário

Publicado por em 07/05/2010 em Amor e Sexo

 
 
%d blogueiros gostam disto: